Últimas Notícias

Jânio Quadros

Jânio Quadros


Polícia Civil elucida homicídio de jovem em Jânio Quadros e dois suspeitos são presos



26/03/2019 - 08:55

Por

Polícia Civil elucida homicídio de jovem em Jânio Quadros e dois suspeitos são presos
Foto: Divulgação Polícia Civil

No dia 01 de fevereiro do corrente ano a Polícia Civil de Presidente Jânio Quadros-BA (20ª COORPIN) passou a investigar o desaparecimento de Eliel de Souza Aguiar, de 24 anos de idade.

O corpo da vítima foi encontrado no dia 04/02/2019, na zona rural do município de Presidente Jânio Quadros, mais especificamente na região do povoado de Serra Escura, já em estado de decomposição.

O exame necropsial constatou que Eliel fora assassinado com sete perfurações de arma branca, e, conforme apurou-se nas investigações, o fato ocorrera no dia 01/02/2019.

Na instrução do Inquérito Policial, presidido pelo Delegado Francisco Tadeu Rodrigues, chegou-se aos suspeitos Celio Ribeiro de Jesus e Jean Leite Oliveira, oportunidade em que o referido Delegado de Polícia Civil representou pela decretação das prisões preventivas dos investigados.

Foram decretadas as prisões temporárias de ambos pelo Juiz de Direito da Comarca local, sendo uma delas cumprida pela própria Polícia Civil no dia 21/02/2019, em desfavor de Célio Ribeiro de Jesus.

A Polícia Civil não conseguiu encontrar Jean Leite Oliveira o qual havia fugido para lugar incerto e não sabido.

Com a produção de mais elementos probatórios, a Polícia Civil representou pela decretação da preventiva de Jean, o que foi acatado pela Justiça local.

Então de posse do mandado de prisão preventiva, os Policiais Civis da Delegacia de Polícia de Presidente Jânio Quadros passaram a investigar o paradeiro do foragido e chegaram à informação de que Jean estaria no município de Ferraz de Vasconcelos, no Estado de São Paulo.

Rapidamente os Policiais Civis acionaram a Polícia Militar do referido Estado, a qual por meio dos seus agentes, conseguiram prender o mesmo, no dia 25/03, no município acima mencionado.

O autor deve permanecer no Estado de São Paulo até sua remoção para uma unidade prisional da Bahia, onde responderá ao respectivo processo criminal.