Sebastião Laranjeiras

Sebastião Laranjeiras

Últimas Notícias


Chuva em Salvador: Rios transbordam, carros ficam ilhados e desmoronamentos causam transtornos e prejuízos

A chuva que cai em Salvador causa transtornos e prejuízos desde a madrugada desta terça-feira (26). Rios transbordaram, como nas regiões do Bom Juá, Lucaia e Bate Facho. Diversos pontos de alagamento pela cidade causaram transtornos a pedestres e motoristas durante a manhã.

Salvador registrou uma maior quantidade de chuva do que o esperado para todo o mês de novembro só nesta terça-feira. As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Segundo a meteorologista Cláudia Valéria, até as 10h desta terça, foram registrados 114 mm de chuva na capital baiana, enquanto a média histórica do mês é de 106 mm.

Quatro voos que estavam programados para pousar no aeroporto de Salvador, entre às 8h e 9h30 desta terça-feira, foram desviados para capital para outras cidades próximas. Segundo a assessoria da Vinci Airports, duas aeronaves pousaram em Maceió, capital de Alagoas, e outras duas em Aracaju, capital de Sergipe.

Chuva em Salvador: Rios transbordam, carros ficam ilhados e desmoronamentos causam transtornos e prejuízos

A chuva também causou transtornos na Estação Pirajá e interrompeu o funcionamento de parte da Linha 2 do metrô. No metrô, a suspensão de parte do funcionamento ocorreu após um alagamento causado pela chuva.

Até as 11h desta terça-feira, a Defesa Civil de Salvador (Codesal) registrou 128 ocorrências. Foram oito alagamentos de área, 42 alagamentos de imóveis, sete ameaças de desabamento, 13 ameaças de deslizamento, duas árvores caídas, três desabamentos de imóveis, sete deslizamentos de muro, quatro desabamentos parciais, 40 deslizamentos de terra, um destelhamento de imóvel, uma infiltração.

Combate à doença de Chagas terá investimento de US$ 20 milhões

A Central Internacional para a Compra de Medicamentos contra a AIDS, Malária e Tuberculose (Unitaid, sigla em inglês) publicou nesta segunda-feira (25) edital para a contratação de pesquisas visando a eliminação da infecção congênita da doença de Chagas e o desenvolvimento de estratégias e de ferramentas para aperfeiçoar prevenção, diagnóstico e tratamento. A pedido do Ministério da Saúde (MS) é a primeira vez que a central investe em Doença de Chagas.

A entidade, criada pelo Brasil Chile, França, Noruega e Reino Unido, vai aportar US$ 20 milhões, mais de R$ 80 milhões, conforme cotação do Banco Central, para redução da transmissão materno-fetal, tratamentos mais céleres e formulação de medicamentos com menos efeitos colaterais do que os nitroderivados Benznidazole (disponível no Brasil) e Nifurtimox (equivalente usado em outros países). 

A expectativa da agência financiadora, que é parceira da Organização Mundial da Saúde, é que instituições de pesquisa de mais de um país façam consórcios para a busca de soluções. No Brasil, além da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Butantã, dezenas de universidades públicas (federais e estaduais) têm pesquisa avançada em medicina tropical. Essas instituições de pesquisa mantêm convênios com outros centros de excelência na Argentina, Bolívia, Colômbia e Peru. 

“Essas grandes instituições possuem maior capilaridade no sentido de articular uma proposta nessa magnitude”, assinala Júlio Henrique Rosa Croda, diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis do MS. 

Forte terremoto derruba prédios e deixa mais de 10 mortos na Albânia
Foto: Gent Shkullaku / AFP Photo

Mais de 10 pessoas morreram e mais de 300 ficaram feridas no terremoto de 6,4 de magnitude que atingiu a Albânia nesta terça-feira (26), de acordo com a Associated Press. Muitos edifícios desabaram, deixando pessoas soterradas.

O tremor é o mais forte a atingir o país europeu da Península dos Balcãs em décadas. O abalo foi sentido na capital, Tirana, onde moradores em pânico correram para as ruas.

O balanço de mortos ainda é impreciso. A agência France Presse, citando o Ministério da Defesa, afirma que 13 pessoas morreram. A Associated Press afirma que 14 pessoas morreram e mais de 600 ficaram feridas (alguns em estado grave). A CNN afirma que 325 ficaram feridos.

Ler texto completo
Governo quer capacitar delegacias do país para atendimento à mulher
Foto: Reprodução

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou hoje (25) que o governo federal vai iniciar, a partir de janeiro, um projeto de capacitação para que todas as delegacias de polícia do país tenham um serviço especializado em atendimento à mulher vítima de violência. O anúncio foi feito durante solenidade, no Palácio do Planalto, em alusão ao Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher. O evento contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro.

"A partir de janeiro, todas as delegacias do Brasil também serão delegacias da mulher. Pronto. Vamos capacitar todos os agentes de delegacia do Brasil. Vamos capacitar todos os delegados", disse a ministra. Segundo ela, apesar de existiram há 35 anos, as delegacias da mulher estão presentes em menos de 10% dos municípios do país.

"Só 9% dos municípios do Brasil têm delegacia da mulher. Como enfrentar a violência desse jeito? Apenas 19% dos municípios têm algum órgão de defesa da mulher", afirmou. Ela também sugeriu que mais mulheres se candidatem a vereadoras, nas eleições do ano que vem, para que sejam criadas Procuradorias da Mulheres em todas as Câmaras Municipais do país.

Ler texto completo
TSE inicia teste de integridade em urnas eletrônicas de 2020

Especialistas começam hoje (25) a testar a urna eletrônica que será usada nas eleições municipais do ano que vem, em mais um Teste Público de Segurança (TPS), organizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Estão inscritos três técnicos individuais e cinco equipes, que terão até sexta-feira (29) para tentar burlar o hardware ou o software da urna eletrônica e, de alguma maneira, violar os arquivos e comprometer, por exemplo, o anonimato dos votos.

Essa é a quinta vez que o TSE realiza o TPS, cujas inscrições ficaram abertas para qualquer especialista interessado em tentar burlar o sistema eletrônico de votação. As atividades ocorrem em Brasília, na sede da Justiça Eleitoral, onde foi montado um espaço para que os técnicos possam trabalhar.

Em 2017, técnicos encontraram três falhas no sistema da urna eletrônica, conseguindo ter acesso aos dados internos do equipamento. Na época, o TSE afirmou que não havia motivo para preocupação, pois as falhas seriam sanadas antes das eleições.